quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Violencia - Existe Soluçao?

Gisela Regis

   
              O filósofo e escritor Jean-Paul Sartre, em 1947 escreve o seguinte: "Reconheço que a violência, seja qual forma que se manifeste, é um fracasso. Mas é um fracasso inevitável pois estamos em um universo de violência. E ainda que seja verdade que o recurso `a violência contra a violência, corre o risco de perpetuar, também é verdade que é a única maneira de acabar com ela".
      Hessel, um homem de valores humanistas e universais partilha dessa idéia até certo ponto, distanciando-se de Sartre ao rejeitar a idéia da inevitabilidade da violência como solução única. Escreve Hessel: "A frase de Sartre eu acrescentaria que a não violência é um meio mais seguro de acabar com a violência".
      A mídia nos mostra manifestações de violência em todas as partes, causando medo, insegurança. Ninguém está tranquilo e a violência está em toda a sociedade.  A transgressão mais a impunidade causam a violência? Estamos voltando ao olho por olho com o aumento do justiçamento? 

    Como enfrentar a violência?             

        
       A democracia está pronta? Porque valores de consumo são mais importantes hoje do que os valores morais e de família?
     São diversas perguntas que nos fazemos sem respostas. Nós espíritas, fundamentados na evolução, podemos acreditar que somos um povo primitivo?
     Pela resposta, à pergunta 753, do Livro dos Espiritos que diz "Nos povos primitivos a matéria prepondera sobre o Espírito. Eles se entregam aos instintos do bruto e, como não experimentam outras necessidades além das da vida do corpo, só da conservação pessoal cogitam e é o que os torna, em geral, cruéis. Demais, os povos de imperfeito desenvolvimento se conservam sob o império de Espíritos também imperfeitos, que lhe são simpáticos, até que povos mais adiantados venham destruir ou enfraquecer essa influência". Parece que nos encaixamos direitinho.
    E a respeito da violência, você concorda com Sartre ou com Hessel?



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014




Este é um trecho da musica "Até Quando" de Gabriel O Pensador. Voce concorda com ele?  A mudança desse mundo conturbado, violento, cheio de contestaçoes esta nas maos de cada um de nos?

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

A Ciência e suas Hipóteses - por Roberto Rufo

Certa ocasião ( 1.984/1.985 )  o Padre Waldemar , reitor da UNISANTOS e meu amigo , convidou um professor e ex-aluno seu de nome Nelson Gonçalves Gomes  
para nos dar um minicurso sobre Filosofia da Ciência . O professor havia morado na Alemanha ,  Áustria e Inglaterra se me lembro bem e  tinha feito vários  cursos sobre filosofia da ciência , inclusive  com o filósofo Karl Popper . Na época o Professor Nelson dava aulas na Universidade de Brasília sobre Filosofia da Ciência .

Chegou a nos relatar um fato muito interessante , do convite feito por ele ao filósofo Karl Popper , já muito idoso , para uma conferência na Universidade de Brasília . Tudo certo , até o Popper telefonar e informar que não havia recebido as passagens aéreas .  Investigando o ocorrido , a reitoria lhe informou que havia uma pressão de setores ditos progressistas e revolucionários da Universidade de Brasília em receber o filósofo Popper por considerá-lo um reacionário da direita .

Fazendo um paralelo a esse tipo de situação , lembro-me quando o estadista Nelson Mandela aos 80 anos de idade resolveu fazer um périplo pelo mundo fazendo conferências expondo a nova situação da África do Sul , em busca também de investimentos no país . Já havia recebido o Prêmio Nobel da Paz . Quando estava prestes a chegar aos EUA , o governo Clinton lembrou que nos registros policiais do país , o Mandela ainda era considerado um terrorista da esquerda Foi aquela correria para evitar-se o vexame de no aeroporto o grande Mandela ser preso e algemado . Enfim casos que só a ignorância das ideologias pode proporcionar .
Bom , mas o que me leva a escrever a vocês , é que o professor Nelson no seu curso me disse uma verdade insofismável sobre a ciência , baseado na teoria dos paradigmas .
Eis o pensamento : “ Roberto , se amanhã o sol não nascer , não tem problema para a ciência . Emitiremos uma nova lei afirmando que a cada 4 bilhões de anos o sol não nasce !
Pronto , está estabelecida uma nova lei científica . E desconsidera-se o dito anteriormente “ .
Por Deus , pelo que li abaixo o cientista Hawking está afirmando que os buracos negros não existem . Se ele estiver certo , caso não seja apenas um traço de senilidade de sua parte ,
quero lembrar que foram anos e anos , livros e livros explicando os buracos negros . Só falta eles não existirem !!  Quem o contesta se apoia na sua doença . Mas como me disse o professor Nelson , não tem
problema . Alteraremos a lei atual e buscaremos uma melhor . Essa é a grande vantagem da ciência sobre a astrologia e as religiões com suas verdades imutáveis . O problema é que muita gente ganhou um bom
dinheiro com os buracos negros  . Espero não ter ido tudo pelo ralo , ou pelo buraco negro . E o cientista Hawking vive apregoando a não existência de Deus e da vida após a morte , taxando-as de uma fantasia . Nem mais certeza sobre os buracos negros ele tem , após clamar em altos brados pela sua existência .
Amigos , prevejo para um tempo não muito distante, a afirmação de que o Big Bang foi uma grande explosão de erros . Paciência.
Clamo pela volta da subjetividade , tão útil para nós espíritas quando se trata do conhecimento interior da realidade e do conhecimento. A objetividade deve limitar-se aos fatos .

Sugiro para tanto a leitura do livro Filósofos da Consciência . Autor : Eugene Webb .
Um grande abraço a todos .
Roberto Rufo .
E VOCÊ NOSSO LEITOR, O QUE PENSA DA CIÊNCIA?  DEIXE A SUA OPINIÃO, ELA É IMPORTANTE PARA NÓS DO ICKS.

Rolezinho - por Gisela Régis

ROLEZINHO....A reportagem "Eu não quero ir no seu shopping" (Veja - 22 de janeiro") suscitou comentário de um leitor que achei muito pertinente e o qual reproduzo aqui: "A reportagem me chamou a atenção por revelar detalhes que vão além do preconceito ou da desigualdade social, como pregam os simpatizantes de causas sociais. Por trás de cada rolezinho estão pais sem autoridade, que abrem mão de seus pequenos salários, conquistados com trabalho árduo e dignidade, para alimentar os desejos consumistas de seus filhos, jovens que creem cegamente que roupas e acessórios absurdamente caros ditam o caráter e os valores de um individuo. São pais que não sabem dizer não e que, por inúmeros motivos, não conseguiram ensinar valores como respeito e dignidade a seus filhos. Os rolezinhos servem para esfregar na cara da sociedade que a defasagem da educação no Brasil não somente é um mal que acomete as escolas como denuncia que elas devem ser repensadas desde o nascimento pelos pais. Infelizmente a sociedade e o governo populista que só quer angariar votos enxergam no fenômeno somente o preconceito e a desigualdade social, fazendo a maioria pensar que a culpa de os rolezinhos existirem é da suposta classe média consumista e ostentadora que trabalha para sustentar os governantes e seus projetos pseudossociais." - Stefanie Veras de Oliveira

LIVRO DOS ESPIRITOS - Da Lei do Progresso - capitulo VIII
Pergunta 785. Qual o maior obstáculo ao progresso?
"O orgulho e o egoísmo. Refiro-me ao progresso moral, porquanto o intelectual se efetua sempre. A primeira vista, parece mesmo que o progresso  intelectual reduplica a atividade daqueles vícios, desenvolvendo a ambição  e o gosto das riquezas....Curta, porem, é a duração desse estado de coisas, que mudará a proporção que o homem compreender melhor que, além da que o gozo dos bens terrenos proporciona uma felicidade existe maior e infinitamente mais duradoura."
E você? qual a sua opinião sobre esse assunto?