quarta-feira, 13 de maio de 2009

Desafios do Kadu

 KADU CRESCEU E VOLTOU - livro de passatempo espírita

Claudia Regis Machado publicou “Kadu e o Espírito Imortal”, interessante livreto de introdução à Doutrina Kardecista, dentro de um dinamismo gráfico e de pesquisa.
O Kadu era, então, um menino.
Passados anos Kadu cresceu e ela lançou agora um produto editorial inédito no mercado livreiro espírita. Trata-se do Desafios do Kadu.
É um coquetel de palavras cruzadas e muitas outras brincadeiras. Ao final o leitor terá percorrido divertido trajeto de conhecimentos sobre os fundamentos, autores, idéias da Doutrina Kardecista.

SERVIÇO
Desafios do Kadu, formato 15x21 cm. Para pedido pelo correio, incluindo as despesas postais, o preço é R$ 13,00. Pedidos ao ICKS pelo e-mail ickardecista1@terra.com.br.
CAPA DO JORNAL ABERTURA MÊS DE MAIO


Confira a capa do ABERTURA mês de Maio que além das manchetes vistas que você leitor e não leitor podem vêr, mas também:
Notícias sobre o IV FÓRUM DO LIVRE PENSAR TEVE BOA REPERCUSSÃO.
EditoriaL, MEDIUNIDADE: NOSSO CALCANHAR DE AQUILES
Imprensa Espírita, O ABORTO DA MENINA DE 9 ANOS
Carolina e Reinaldo de Lucia, com a coluna Mundo atual que tem como título E NÓS, NÃO ATUALIZAMOS?
Ademar Chioro dos Reis com o artigo, UM CONVITE AO DEBATE.
Entre tantos outros assuntos...
Se você não é assinante entre em contato ickardecista@terra.com.br e peça já o seu exemplar.
PRESIDENTE DA CEPA RESPONDE AO ICKS

O presidente da CEPA, Dante Lopez teve a gentileza de responder a carta que enviamos propondo a criação de uma Comissão para criar um novo modelo doutrinário da CEPA. Ele vai encaminhar o assunto ao Conselho Executivo.
Entretanto, alguns pontos de sua amável carta precisam ser melhor esclarecidos.
Por isso, remetemos a carta abaixo com esclarecimentos que julgamos necessário à boa compreensão da proposta apresentada.

Um abraço do Jaci

RESPOSTA DE JACI REGIS AO PRESIDENTE DA CEPA
Santos, 12 de maio de 2009

Prezado Dante,

Em primeiro lugar, quero agradecer sua sábia decisão de submeter ao Conselho Executivo da CEPA minha proposta.
Entretanto, permito-me fazer comentários sobre o texto de sua afetuosa carta.
Faço-o fraternalmente e no estrito desejo de colaborar para o esclarecimento das coisas. Para que a discussão no Conselho Executivo não seja apenas política, mas essencialmente doutrinária.
Comento alguns itens da carta:
Por otro lado, todos sabemos las graves dificultades que afrontan nuestros compañeros Brasileros frente a las distorsiones que ha sufrido y sufre el Espiritismo en ese inmenso país. También lo que "derrama" para otros países con su fuerza de difusión y poder económico el sector de personas que ha hecho de esta Doctrina una nueva Religión, a contramano de lo que desearíamos muchos otros.
Ora, o pensamento de Allan Kardec tem sido adulterado pelas injunções culturais, sem dúvida. Devido à tendência religiosa não apenas no Brasil, mas em toda a parte.
Assim, as dificuldades são gerais e não apenas no Brasil. Creio que na Argentina, na Venezuela em Porto Rico, enfim, em toda a parte.
Mas o mais importante é a análise que você faz do meu propósito:
Ahora bien, nuestros amigos del ICKS, liderados por Jaci, nos hacen una propuesta para alterar algunos conceptos que hemos mantenido vigentes a través de las generaciones, como por ejemplo respetar que hay múltiples interpretaciones de la Doctrina Espírita, porque múltiples son las idiosincrasias y las necesidades de nuestros hermanos los seres humanos.
Vejo que minha proposta foi virtualmente rejeitada, quando se diz que pretendo “alterar alguns conceitos tem sido mantidos vigentes através de gerações” Certamente isso é verdade, mas o que a CEPA pretende? Ela tem levantado a bandeira da atualização do Espiritismo e quer também manter práticas ancestrais?
Não creio que a CEPA deva ter muitos Espiritismos. O que pretendo é que a CEPA defina o que pensa do Espiritismo.
Você parece admitir que haja vários “Espiritismos”, que uma entidade possa ser adesa à CEPA e ter pensamento e prática tipicamente de uma religião. E a CEPA é laica. O que significa tudo isso?
Se o pensamento é manter a estrutura ancestral, por que propagar a idéia de atualização?
Não sei se entendi, mas você propõe que cada um tenha o Espiritismo que deseja. Ou seja, por exemplo, promover um congresso denominado de laico e todos falem como religiosos?
A proposta que apresentei é para elaborarmos, em conjunto, um Novo Pensar Espírita sobre Deus, o homem e o Mundo, numa estrutura conceitual atual, dinâmica, produtiva. Que não elimina o trabalho básico de Allan Kardec, mas prossegue além dele.
Espero que tenha compreendido mal suas palavras.
Mas reafirmo que a CEPA, na minha visão, precisa dizer que Espiritismo adota. E decidir-se, como fez quando declarou-se textualmente laica, porque as transcrições que você fez do Congresso de 1975, são genéricas, sem precisão.
De qualquer forma, reafirmo minha convicção no futuro de nossa instituição e que haveremos de abrir nossas mentes e debater, sem prevenção ou medo, nosso ideal.
Prezado amigo, reafirmo meu apreço pessoal e fraternal por você.
Atenciosamente
Jaci Regis


CARTA RESPONDIDA POR DANTE LOPEZ - PRESIDENTE DA CEPA
Confederación Espírita Panamericana
Fundada en Bs. As. ARG. El 12/10/1946
WWW.CEPANET.ORG
Rafaela, 7 de abril de 2007

Sr. Presidente del
INSTITUTO CULTURAL KARDECISTA DE SANTOS
Jaci Regis

Jaci y amigos del ICKS:
Respondiendo a su carta enviada esta semana, quisieramos hacer algunas consideraciones previas:

Antes que nada manifestarles en nuestro nombre y en el de los compañeros la alta estima en que tenemos a nuestro querido amigo Jaci, a su esposa Palmira, sus hijas y todos los miembros de esa Institución que tanto trabajo hace en pos de la difusión de nuestra querida Doctrina Espírita.

Su labor, reflejada en participaciones en Congresos, realización de Eventos, Libros y Documentos publicados es utilizada por muchas personas como conceptos innovadores que nos ayudan a comprender el Mensaje Espírita de Amor, Solidaridad y Tolerancia. “La Evolución es solitaria, pero también es solidaria”, creo recordar como un pensamiento emanado de su claridad de conceptos.

Por otro lado, todos sabemos las graves dificultades que afrontan nuestros compañeros Brasileros frente a las distorsiones que ha sufrido y sufre el Espiritismo en ese inmenso país. También lo que "derrama" para otros países con su fuerza de difusión y poder económico el sector de personas que ha hecho de esta Doctrina una nueva Religión, a contramano de lo que desearíamos muchos otros.

Contrariamente a lo que se pueda suponer, la CEPA ha sostenido la bandera del Espiritismo laico y librepensador desde sus comienzos y ha reiterado esa posición a través de múltiples Declaraciones, Artículos y Publicaciones.
Puede verse como ejemplo la

DECLARACIÓN DEL X CONGRESO DE MAR DEL PLATA 1975:

1. CONSTITUYE EN EL ORDEN PSICOLÓGICO UNA CIENCIA POSITIVA Y EXPERIMENTAL.

2. ES LA FORMA CONTEMPORÁNEA DE LA REVELACIÓN ESPIRITUAL.
3. MARCA UNA ETAPA REVOLUCIONARIA EN EL PROGRESO ESPIRITUAL DE LA HUMANIDAD.
4. ENALTECE LA RAZÓN, FOMENTA EL SENTIMIENTO Y SATISFACE LA CONCIENCIA.
5. DA SOLUCION A LOS MÁS DIFÍCILES PROBLEMAS SOCIALES, MORALES Y ESPIRITUALES.
6. NO IMPONE CREENCIAS, SINO INVITA AL ESTUDIO Y LA REFLEXIÓN.
7. REALIZA UNA SÍNTESIS CIENTÍFICA, FILOSÓFICA Y MORAL QUE RESPONDE A UNA NECESIDAD DE PROGRESO HISTORICO.

Los mismos conceptos se han ido reiterando más reciente y contundentemente en Caracas 1990, Porto Alegre 2000, Rafaela 2004 y Puerto Rico 2008.
Hemos hecho de la lucha pacífica una bandera, estamos convencidos que con los principios de Trabajo, Solidaridad y Tolerancia seguimos los caminos de quien sentó las bases del Espiritismo y de muchos de quienes los siguieron, sin por ello abdicar a nuestros principios.
Ahora bien, nuestros amigos del ICKS, liderados por Jaci, nos hacen una propuesta para alterar algunos conceptos que hemos mantenido vigentes a través de las generaciones, como por ejemplo respetar que hay múltiples interpretaciones de la Doctrina Espírita, porque múltiples son las idiosincrasias y las necesidades de nuestros hermanos los seres humanos.
Por respeto a la trayectoria de esta Institución adherida y amiga de Santos y su líder natural, Jaci, nos comprometemos a analizar en profundidad su solicitud en nuestra próxima reunión de Consejo Ejecutivo, que tendrá lugar en Buenos Aires el próximo 23 de mayo.
Esperamos que cualquiera sea el resultado de nuestra respuesta continuemos contando con la amistad de todos, ya que ninguna contraposición de ideas debiera alterar el afecto que sentimos entre verdaderos compañeros del Ideal Espírita.
Saludamos a uds. con afecto y respeto.

Dante López
Presidente

Raúl Drubich
Secretario

terça-feira, 5 de maio de 2009

O XXI CONGRESSO PODERÁ ESTABELECER UM NOVO PRINCIPIO DOUTRINÁRIO DA CEPA

A CEPA declarou-se laica no Congresso de Caracas. Abriu a discussão sobre a atualização do Espiritismo no Congresso de Porto Alegre.
O XXI Congresso Espírita Panamericano que será realizado em Santos, no ano de 2012, poderá ser o que estabelecerá uma nova plataforma doutrinária da CEPA.
O ICKS, enviou ao presidente da CEPA, Dante Lopez, oficio pedindo a criação de uma Comissão para estudar essa nova plataforma, a partir do Novo Modelo Conceitua l - Reescrevendo o modelo espírita, apresentado por Jaci Regis, no XX Congresso Espírita Panamericano, em Porto Rico.
Essa Comissão apresentaria no Congresso de 2012 o texto de uma Manifesto expondo a posição doutrinária da CEPA.
Damos abaixo o inteiro teor do ofício enviado, pela Internet no dia 4 de maio de 2009.

Santos, 4 de maio de 2009
Ilmo.Sr.
Dante Lopez
Presidente da CEPA

Prezado Dante,

O ICKS, na qualidade de entidade adesa à CEPA,
Considerando que a CEPA declarou-se laica e, portanto, modificou o conteúdo doutrinário, relativamente ao que aceitava anteriormente,
Considerando que é urgente estudar e decidir sobre os conteúdos doutrinário da CEPA,
Considerando que no XX Congresso Espírita Panamericano, realizado em San Juan, Porto Rico, Jaci Regis apresentou o NOVO MODELO CONCEITUAL –REESCREVENDO O MODELO ESPÍRITA,
Considerando que esse Modelo vem sendo debatido entre espíritas ligados à CEPA que, de modo geral o consideram útil para servir de base para um posicionamento da CEPA,
Considerando que em 2012, na cidade de Santos será realizado o XXI Congresso Espírita Panamericano,
Propõe:
1. seja criada uma comissão para estudar o referido Modelo Conceitual e utiliza-lo como base para um novo posicionamento doutrinário da CEPA.
2- que essa Comissão termine seus trabalhos de modo que ao final do XXI Congresso, em Santos, seja produzida uma Declaração de Princípios Doutrinários a ser adotado pela CEPA e entidades afiliadas e adesas.

Atenciosamente
Instituto Cultural Espírita de Santos

Jaci Regis – presidente
Rosana Regis Oliveira- vice presidente
Antonio Ventura- secretário
Mauricy Antonio da Silva – tesoureiro